Leads quentes e frios: Entenda as diferenças e estratégias para cada um

Leads quentes e frios

Os leads são os visitantes que cedem informações de contato para um site. Cada um tem certas características, por isso são divididos em Leads quentes e frios.

O conceito de lead é parte integrante de qualquer estratégia de marketing digital e, por isso, é necessário saber classificar cada um de acordo com o comportamento dos visitantes.

Dessa forma, as equipes de vendas e de marketing têm mais possibilidades para aplicar estratégias criadas especialmente para os tipos de leads.

Fazer vendas pela internet é um processo que se condiciona por vários aspectos. Por isso é pertinente separar os leads.

No texto abaixo você vai encontrar as seguintes informações:

  • O que são leads;
  • O que são leads quentes;
  • O que são leads frios;
  • Como transformar leads mornos em leads quentes.

Continue a leitura e saiba quais são as ações mais adequadas para cada tipo de leads e quais as principais diferenças entre elas, e como se adequar.

Conheça o conceito de lead

Todos os dias os usuários da web acessam vários sites e páginas. Nem sempre essas visitas se traduzem em compras.

O lead é um visitante que deu um passo além da mera visita: ele forneceu dados de contato para a loja em troca de algum conteúdo exclusivo.

No geral, isso é feito por meio de landing pages, páginas autônomas criadas especialmente para captar informações.

É importante conhecer alguns elementos para elaborar landing pages otimizadas, como CTAs, formulários, ofertas e landing pages. Saiba mais sobre o assunto nos tópicos abaixo.

1.   CTAs

Os calls to action (“chamados para a ação”) são frases curtas e assertivas que incentivam o visitante a tomar uma atitude no site da empresa, seja em uma promoção ou postagem específica.

Essa atitude pode ser passar informações de contato em troca de conteúdos ricos, clicar em um anúncio ou completar uma compra, por exemplo.

Trata-se de uma estratégia de redação muito comum no marketing digital, por facilitar o contato entre a empresa e o lead.

2.   Formulários

São os formatos mais indicados para captar os dados do lead, como nome, endereço e e-mail.

Atente-se ao tamanho do formulário. Ele não pode ser muito grande para não cansar o visitante no meio do preenchimento.

3.   Landing Pages

São páginas criadas especialmente para transformar visitantes em leads. Na maioria das vezes, quem clica em anúncios de sala para alugar em joao pessoa é direcionado para uma landing page.

Esse formato de página precisa ser atrativo, tanto visualmente quanto no conteúdo. Os já citados CTAs devem marcar presença, assim como informações muito claras sobre os benefícios do produto anunciado.

4.   Ofertas

Nesse caso, as ofertas consistem em cupons de desconto, e-books e qualquer outro tipo de conteúdo especial proporcionado pela empresa para conseguir algum dado do visitante.

Por exemplo, uma empresa de conserto de ar condicionado em BH pode disponibilizar e-books sobre os tipos de exames e tratamentos que ela realiza mediante o compartilhamento do e-mail ou do número de telefone dos leads.

O lead é mais que um visitante e menos que um cliente. Ele se encontra no meio do caminho entre uma condição e outra.

Para gerá-los, o ideal é investir na produção de conteúdo instrutivo. O processo de persuasão é, em grande parte, uma questão de proporcionar as informações necessárias para os visitantes.

Quanto mais informados a respeito de fibra otica gama df, por exemplo, mais chances de fecharem negócio.

No entanto, como já foi dito anteriormente, existem tipos diferentes de leads. Prossiga a leitura para conhecê-los.

Saiba o que são leads quentes

O lead que faz o primeiro contato com a marca e continua se comunicando com ela, mesmo sem fazer compras, é um lead quente.

Por exemplo.

Se um usuário pesquisar por “removedor de tinta automotiva valor” e chegar ao site de determinada empresa ele pode ser considerado um lead.

Nesse caso, o papel da empresa consiste em identificar o interesse demonstrado, a verba que o lead tem disponível para fechar negócio e os motivos que o levam a considerar algum produto ou serviço.

Essas são algumas das características que auxiliam a equipe de vendas na hora de determinar se o lead é quente ou não.

Saiba o que são leads frios

Diferentemente dos leads quentes, os leads frios apresentam características mais distinguíveis e específicas.

O usuário pode até demonstrar interesse no scanner profissional para digitalização de documentos. Mas isso não é suficiente.

Todo lead precisa ser qualificado. É para isso que serve a oferta de conteúdos ricos, como:

  • E-books;
  • Posts de blog;
  • Tutoriais em vídeo;
  • Planilhas.

O lead frio não está devidamente preparado para fazer a decisão de compra. Ou, então, não tem realmente a necessidade de comprá-lo, bem como pode não estar adequadamente qualificado.

Assim, a conversão desse tipo de lead exige estratégias de marketing digital mais apuradas.

Veja as diferenças entre leads quentes e frios

Em linhas gerais, não deve ser difícil identificar quem são os leads quentes e quem são os leads frios. A principal diferença está no grau de interesse que cada lead demonstra.

Os leads quentes são aqueles que não só pesquisam por como fabricar velas em casa, por exemplo, mas também entram em contato direto com uma empresa para saber sobre seus equipamentos vendidos.

Por isso, são tipos de leads que não precisam de muitos esforços persuasivos para fecharem negócio.

Por outro lado, os leads frios têm que ser devidamente convencidos. Eles fazem parte do banco de dados da empresa, mas, por algum motivo, ainda não estão totalmente conectados aos propósitos da marca.

No caso desse tipo de lead, as equipes de vendas e de marketing devem trabalhar em conjunto para despertar a necessidade de compra nele.

Há, ainda, os chamados leads mornos, que mesclam características dos outros dois: eles têm interesse no item anunciado, como por exemplo crlv digital ba, mas sem urgência quanto a concretizar a compra.

A seguir, vamos trazer boas técnicas para fazer com que os leads mornos se tornem leads quentes, continue lendo.

Entenda como transformar leads mornos em leads quentes

Na hora de transformar os leads mornos em oportunidades mais concretas, os colaboradores da empresa precisam manter a atenção dele.

É necessário elaborar todo um processo de tratamento, recepção e qualificação. Isso pode ser feito aplicando as dicas a seguir, prossiga a leitura e saiba mais.

1.   Saiba agregar valor

É muito comum que os empreendimentos especializados em controle de acesso veicular RFID considerem que os benefícios do produto já estão claros.

Mas nem sempre isso é real. Na verdade, é muito por conta disso que um lead pode estar morno.

As estratégias de convencimento devem ser baseadas na demonstração do valor que determinado produto ou serviço pode proporcionar ao lead.

Assim, o que a empresa está oferecendo começa a ganhar contornos mais claros e o processo de qualificação já pode ser posto em prática.

2.   Escolha o tipo de abordagem

A abordagem deve ser muito bem pensada. O tom de voz e o meio de comunicação a ser usado são apenas dois exemplos dos aspectos que se deve levar em conta.

É importante não ser invasivo, sob nenhuma hipótese. O contato com o lead precisa soar orgânico e respeitoso, sempre.

Caso contrário, o cliente em potencial vai se irritar com o bombardeio de informações e dificilmente vai voltar a ter interesse em fechar negócio com a marca em questão.

Usar técnicas de storytelling é bastante recomendado, principalmente para dar exemplos mais concretos das vantagens dos itens.

O segredo é saber ser interativo e espontâneo sem soar desrespeitoso.

3.   Seja solícito e prestativo

A empresa deve ter um cronograma pré-definido de acordo com as metas e os objetivos que são visados.

Tenha expectativas realistas e as alcance agradando os leads, seja respondendo às dúvidas com atenção ou enviando ofertas personalizadas para ele.

A qualidade do atendimento nesse estágio inicial é extremamente importante. Quem é bem tratado desde o início tende a recomendar a marca para outras pessoas no futuro.

4.   Mostre personalidade

O atendimento feito pela internet possui algumas vantagens muito interessantes. Uma delas é a possibilidade de conferir mais espontaneidade às abordagens.

Não é necessário adotar sempre um tom de voz formal. Se houver abertura ou combinar com o perfil do negócio, fazer piadas pode ser muito bom para quebrar o gelo e deixar o lead à vontade, por exemplo.

Técnicas de comunicação como essa são fundamentais para se aproximar do lead e conferir uma personalidade amigável à marca.

Considerações finais

Agora você conhece a fundo os tipos de clientes em potencial: leads quentes, leads frios e leads mornos.

Cada um deles demanda estratégias específicas para serem convertidos em tempo hábil.

Organize o time de profissionais para fazer o monitoramento de toda a base de leads. É essencial mapear a jornada de todos eles para ter noção da qualidade do desempenho da marca.

Também é uma tática pertinente para prever o faturamento da empresa ao longo dos meses.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Artigos Relacionados

Redes Sociais